Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

09.Jan.17

Vi o filme mais triste de sempre

Manchester by the Sea é um filme triste, daqueles que nos dá a volta a barriga, um valente murro no estômago. É o filme mais triste que vi e tão bonito ao mesmo tempo, com diálogos deliciosos entre as duas principais personagens. Muito parado, com muitos detalhes e uma banda sonora fantástica. Não derramei uma lágrima porque sou assim, não choro mas se não o fosse de certeza que teria passado as duas horas a chorar. A vida consegue ser madrasta muitas vezes e levar-nos a um modo de sobrevivência que não se aproxima sequer de viver. Aquilo não é viver, não existem sonhos, esperanças, não existe nada. Não existe amor, partilha, família, apenas saudade e imagens perpetuadas em três fotografias. E se alguém tem dificuldades em definir o vazio humano, é ver o filme. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Gracinha 10.01.2017 12:01

    :) tentei ser vaga para não estragar surpresas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.