Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

09.Abr.19

A teima do 3º (continuação)

A vontade começou a atenuar. Já não fico arrepiada quando vejo bebés. Já não sonho com barrigas e conforme o Matias vai crescendo e ficando na idade das birras e da vontade própria, abano a cabeça e penso: és doida se te metes noutra.

Não tenho ajuda familiar. A minha mãe não tem paciência, a minha sogra pouca saúde física tem, estamos por nossa conta. Se queremos jantar fora temos de os deixar a dormir, e pedir aos meus sogros para vir. Se queremos ir passar um fim-de-semana fora a dois é quase impossível de planear, se queremos dormir apenas uma noite, é a pagar e a empregada aguenta as pontas.

A vida de casal é cada vez mais a 4 e o 2 anda ali numa linha muito ténue. A isto junta-se a parte da recuperação, dos 20 kg a mais, da barriga enorme e tudo o resto enorme, da licença de maternidade numa fase em que estou bastante estável a nível profissional não contando que posso sempre ter de passar por uma baixa.

Somando tudo são mais os contras que prós e, portanto, projecto 3º fica adiado por tempo indeterminado.

A vida não está para filhos, Portugal não está para filhos, lá em casa estamos para os dois que já existem e que já são muito ricos e intensos. Por enquanto ficamos assim.