Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

25.Jan.19

Carta de Amor

A ti, meu amor, esqueço-me tantas vezes de dizer "amo-te". A ti, pai dos meus filhos, porto seguro, melhor amigo, esqueço-me que nem sempre o tempo é suficiente porque achamos sempre que ainda há tempo. Esqueço-me de sorrir para ti mais vezes, de te abraçar em casa ou simplesmente de me deixar ir no teu abraço forte. Os filhos tiraram-nos o tempo a dois, o rótulo de namorados, para sermos pais. Somos tão felizes com eles, como também fomos os dois, e eles são nossos e nós. Esqueço-me também de dizer amo-te propositadamente porque quero sempre achar que amanhã ainda será dia e poderei dizê-lo aí, que amanhã ainda vou acordar ao teu lado, dizer-te bom dia e esquecer-me uma vez mais. Porque os dias são contigo e não quero pensar neles sem ti. E se isto permitir perpetuar sempre o nós, esquecerei-me todos os dias, porque amanhã quando acordar e olhar para ti, e por muito que não o diga em palavras penso sempre: não saberia viver sem ele.

23.Jan.19

Do primeiro amor

Dizem que não há amor como o primeiro. Não sei se é verdade ou não, não me lembro do meu. O meu filho de 4 anos e meio está a ter a sua primeira paixão. De seu nome Maria, olhos azuis e cabelos louros. Vozinha doce, sorriso meigo, encantadora. Ontem perguntei-lhe:

- A Maria hoje foi à escola?

- Foi, e estava tão bonita mãe.

- Porquê? Não estava igual a sempre? (eles usam farda).

- Não mãe, tinha o cabelo assim de lado... (e faz o gesto com aquela mão sapuda e o olhar derretido).

Há lá amor como o primeiro, na doce inocência de quem não sabe nada, e apenas vê a menina bonita de cabelos louros e sorriso meigo.

09.Jan.19

A teima do 3º filho

Ando às voltas com este assunto na minha cabeça sem saber muito bem o que fazer. O Matias já completou um ano, 12 meses, continua a ser bebé mas os bebés viciam e esse é o meu problema. Por um lado queria muito ter uma menina (mas se viesse menino era igual), queria prolongar mais este estado de babymood em casa, sinto que enquanto tiver bebés sou nova, fresca e saudável. Por outro lado... há muito mais pontos. Passar por uma terceira gravidez, engordar 15 kg num espaço de 9 meses uma terceira vez, ir a uma terceira cesariana, e terceira recuperação da mesma, passar por aquela sensação de estar a ser operada acordada, ter medo de não ter um bebé saudável que viria mudar as rotinas dos outros dois que são muito estáveis. Sentir a casa a encolher, ter de mudar de carro, ter de me ausentar do trabalho em mais uma licença, e pior, morrer no parto ou numa complicação qualquer e deixar cá os 3 ... E os 7 embriões que ainda tenho congelados? 

Dou voltas e voltas à cabeça e não consigo tomar uma decisão e eu lido tão mal por não ter tudo arrumado na minha cabeça. Não consigo estar no "deixa andar" e "no logo se vê". Estou cada vez mais inclinada para o não... talvez quando tiver 40 anos logo pegue no assunto de novo para ter esta sensação de perpetuar a juventude.

09.Jan.19

Curtas - euzinha

E o flagelo dos Ácidos Hialurónicos, vulgo preenchimento nas bocas de todas as lisboetas? De repente só vejo lábios carnudos, muitos deles a fazerem-me lembrar rabos de macaco. Veio o botox (não aderi), as pestanas falsas exageradas (aderi em grande até ficar carequinha de pestanitas tipo bebé acabado de nascer) e agora as bocas gigantes à Liv Tyler (filha do vocalista dos Aerosmith, Steven Tyler). O que virá a seguir queridas lisboetas?

03.Jan.19

Bom ano pessoas

Fomos aos Açores e voltámos. E sempre que saímos eu penso, "que canseira, não estou para isto, é dinheiro deitado ao lixo, da próxima vimos sozinhos". Sempre. É uma canseira, uma correria, malas que nunca mais acabam e que têm de ser despachadas, horas de espera pelo check-in, pelo embarque, pela autorização para o avião sair da pista, crianças com fome, bebés com sono e que não param quietos porque acham que o corredor do avião é um bom sítio para começar a andar. Em Agosto vamos só os dois, vamos pois. Mas depois há estas imagens e eles tão nossos ali ao pé a aprender o que a vida nos dá de melhor.

6946f9e3-eae6-4b15-8df3-ec55bc339bab.jpg