Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

10.Nov.17

Matias a provocar estragos

O mau comportamento do meu primogénito cresce em proporção com a minha barriga. Conforme a hora vai chegando, mais berros se ouvem em nossa casa. Tenho pena dos vizinhos que devem achar que este novo casal recém mudado trabalha num mercado. Confesso que a minha paciência anda pelas ruas da amargura mas o tipo consegue tirar me do sério. Desde chorar por tudo e por nada, bater no pai, atirar-se para o chão, recusar-se a comer, puxar o vómito, recusar-se a dormir, recusar-se a fazer xixi e cocó, recusar-se a despir o blusão de penas novo mesmo estando a suar em bica, chorar porque não lhe dou oreos a seguir a ter jantado... é uma verdadeira tourada. E eu cada vez maior e com menos disponibilidade para ele. Tento dar-lhe mimos (quando a fera deixa), tento explicar-lhe que a chegada do Matias vai ser boa para todos, que ele será sempre meu filho, o meu primeiro filho, mas o miúdo está afectado. 

A juntar-se à mudança de casa, ao inicio do colégio, às viroses todas que trás para casa todos os dias, a coisa anda negra. Depois todos os dias, contraditoriamente tem um rasgo de ternura e vem dar-me um beijinho na barriga ainda que não lhe peça nada. É o maravilhoso mundo dos 3 anos, juntamente com mano novo no pedaço e bichos novos todos os dias. 

chave de ouro: respirar fundo!