Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

16.Dez.13

tempo presente

diz a minha APP que estou de 11 semanas certinhas, dia 77 quase a entrar no terceiro mês. O Pablo (nome carinhoso que lhe dei só porque sim e porque gosto de inventar nomes parvos) tem 5,4 cm e 14 gramas. Não sei como é que uma coisa do tamanho de uma ameixa pode já dar tanto trabalho: ele é barriga inchada, mamas gigantes, peso aumentado, enjoos nocturnos, fome nocturna, e mau feito 24 horas por dia. É as calças que começam a ficar apertadas porque a barriga já se vê. Valha-me o meu marido que escondeu a balança uma vez que todos os dias de manhã era uma gritaria e choradeira pegada sempre que via as gramas a aumentar. Posso já estar nos 60 kg que nem sei. Mas confesso, sou mais feliz na ignorância. 

16.Dez.13

corria o ano de 2012

foi em Outubro de 2012, acabada de fazer um ano de casada que comecei (começámos, tenho de parar de pensar enquanto individuo) a pensar nisso. Médico marcado, exames pedidos, exames feitos, era altura de começar a tomar Folifer (comprimidos de ácido fólico e ferro, indispensáveis para a boa formação do tubo neural do feto). E aí começaram as complicações, fiz reacção alérgica ao Folifer, toca de ligar para a minha gastrenterologista, apalpa aqui, apalpa ali, toca de fazer endoscopia, conclusão: intolerante ao Ferro. 

 

E nisto já era Janeiro de 2013, ano de novas resoluções, ano de mudanças no escritório, e o ano em que parei de tomar a pílula e entrei efectivamente em treinos! E quem pensava que é fácil engravidar à primeira, desengane-se... penei por largos meses!

16.Dez.13

e tudo começou

há um tempo atrás na ilha do sol... lembro-me sempre desta música quando tento recuar no tempo, até ao dia em que decidi que estava na altura de engravidar. 

 

Espero fazer deste blog um diário de bordo para todas as futuras meninas que pensam passar por este maravilhoso estado de (des)graça. vou começar do princípio e espero terminar lá para Julho, se Deus quiser.