Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Born on the 4th of July

Eram 07h45 quando demos entrada no hospital para começar a indução. Quem me foi seguindo sabe que não era isto que pretendia, mas depois de duas semanas a caminhar que nem maratonista e sem qualquer evolução, já a passar das 40 semanas o médico não me deu grandes hipóteses. Ainda assim mentalizei-me que tudo poderia acontecer até ao dia mas enganei-me. Não fiquei nervosa, dormi bem na noite anterior e só no próprio dia comecei a questionar o que estava a fazer. Disse ao meu marido que tinha a certeza que teríamos de ir para uma cesariana, que nunca deveria ter aceite começar por indução e que devia ter seguido a minha intuição inicial. 

 

Depois de ter sido observada e me terem dito que o bebe continuava subido, o colo verde e fechado questionei-me em silêncio. Ninguém me disse que não valeria a pena e toca a tomar o comprimido milagroso pelo menos no que toca a fazer-nos ficar a parecer que nem peixes balão. As contracções começaram mas ficaram pelos 60%, novo toque, mais sangue e o colo continuava fechado. Ainda assim e sabendo da minha teima por um parto vaginal o médico resolveu tentar pela via de baixo. Novo comprimido, contracções mais intensas e às 16h o colo nem sequer estava permeável a um dedo. Para eles era óbvio que nada iria se alterar e do nada disseram "mama vamos para uma cesariana? a natureza é sábia, se por algum motivo ele não desceu vamos sabê-lo quando o tirarmos". Às 16h o meu instinto tornava-se realidade, às 16h30 já estava no bloco operatório para conhecer o Pablo às 16h56. Com 3.600 KG e 52 cm esta pessoa pequena foi a coisa mais bonita que alguma vez fiz. Quando o tiraram de dentro de mim e me mostraram percebi o que era ser mãe, não quis saber se era perfeito se tinha cabelo, mal olhei para ele, só conseguia pensar "porque raio não chora o miúdo?". Só no recobro tive oportunidade de olhá-lo bem e ele para mim com aqueles olhos grandes que conhecia tão bem de me olhar ao espelho todos os dias. 

 

Se foi fácil? Não. Se esqueci a dor toda que tive e que ainda tenho conforme dizem que acontece quando os põe nos nossos braços, não não esqueci, mas se compensa? Claro que sim. Independentemente de todos os objectivos terem saído ao lado, de ter sido aberta, fechada, cozida, revirada, prolongando-se a recuperação por muito mais tempo que num parto normal, hoje sei o que é ser mãe e amar de forma incondicional. Sei o que é não importar revirar as rotinas para dar atenção a uma criatura tão indefesa e imatura, tão dependente de nós, sei que a vida mudou para sempre e que todos os medos que tinha serão exponenciados ao mais alto nível. 

 

 

chá de folhas de framboesas

Grávidas, vamos gastar o stock nacional destas preciosas folhas? Mito ou não dizem que ajuda no TP e na dilatação. Já não vou a tempo mas o ideal é começar a tomar a partir das 37 semanas. Demorei a encontrar mas encontrei e para quem tem perguntado, compra-se nos Supermercados Brio. 

 

 

 

(nota: não tomar em caso algum antes das 37 semanas)

Sai ao pai ou à mãe

Temos tido longas conversas, ou melhor, longos monólogos porque ele ainda não fala. Já lhe expliquei que vamos sofrer muito mais com um parto induzido ou com uma cesariana, já lhe expliquei que era muito melhor para a mãe entrar em trabalho de parto espontâneo, ter uma dilatação espontânea, tudo espontaneamente. Mas os bebés são sábios e se por algum motivo ele não se encaixou para nos vir conhecer e o meu corpo não deu ainda sinais é porque temos de tentar por outra via. 

 

E é por aí que nos temos de guiar e mentalizar que o caminho nem sempre é por onde queremos ir, às vezes é necessário dar uma volta maior para chegar ao mesmo lugar. Com toda a calma e serenidade. E cada dia é um dia e amanhã é mais outro e fazemos as 40 semanas. Pablito filho, és teimoso como o raio, não sei a quem sais, mas estou ansiosa por ver a tua cara, os teus olhos, a tua pele, se és gordo ou magro, se puxas ao lado alemão, ao lado indiano ou a nenhum dos dois. Mas eu espero, se há coisa que aprendi desde que sou mãe e mesmo não te conhecendo, foi a respeitar os teus timmings, o teu silêncio, os teus movimentos, os teus soluços, o teu crescimento desmesurado com impacto na minha linda barriga. A mãe espera. Pelos filhos, tudo.

39 semanas + 2 dias

Sim sim continuamos por aqui pacientemente à espera. Temos caminhado e trabalhado, trabalhado e caminhado. E assim se passam os dias. As caminhadas são muito boas, aliás desconfio que vou ficar com umas pernas mais fits do que tinha antes de engravidar, mas saem caras. Para onde é que qualquer mulher tem mania de se ir enfiar quando está numa de andar e quando já conheceu o bairro inteiro onde vive e já consegue percorrer os quarteirões de olhos fechados?? Amoreiras, Saldanha, Avenida da Liberdade, Chiado e El Corte Inglés. Vou para estes sítios todos a pé mas normalmente regresso de taxi carregada de sacos. Ninguém me pára, ele é livros, malas, perfumes, óculos, café, havainas e muitas roupas para o Anãozinho, maquilhagem, vestidos, sapatos, t-shirts, extensões de pestanas, TUDO! Estou uma louca consumista.

 

Se virem uma grávida, muito grávida por essas ruas de Lisboa carregada de sacos de compras já sabem, sou eu. 

 

Mas a vida não são só desvantagens, passei a conhecer o Sr. caixa do Minipreço do bairro que é lento como tudo e trabalha só com uma mão, sou a melhor amiga das senhoras da frutaria, não passo horas às voltas no bairro à procura de lugar para estacionar o coche e estou a contribuir francamente para o crescimento do comércio local. 

toda a gente pergunta

Então já nasceu?

Então já está?

Então mas esse rapaz não sai?

Então novidades?

Então e sinais?

 

Todos os dias a mesma conversa, por todas as pessoas com quem falo regularmente é muito cansativo, chato e desesperante. Ninguém quer mais que esta criatura nasça do que eu e o pai, portanto minhas senhores calem-me essa boca e engulam a curiosidade. Eu explico:

 

A gravidez demora nove meses, 10 luas, até 42 semanas. As 42 semanas são uma média, a partir das 37 os bebes são considerados de termo, ou seja podem nascer sem serem considerados prematuros mas não quer dizer que nasçam todos às 37 semanas. Uns nascem às 37, outros às 38, 39, 40, 41 ou 42. Eu estou de 38 semanas + 6 dias o que quer dizer que ele pode nascer amanhã ou dia 10 de Julho. Claro já podia ter nascido há duas semanas atrás, mas não nasceu. Aliás, numa primeira gravidez, saudável e sem ser gemelar não é comum bebes nascerem antes das 40. O nosso colo é virgem nestas andanças e demora a maturar (o meu está verdinho verdinho). Não me venham com a conversa faz muito amor com o marido (não me apetece, não me apeteceu a gravidez toda não é agora que estou mascarada de willy que me vai apetecer), anda muito (eu andei sempre durante toda a gravidez - em média 4 a 5 km dia e portanto para que o meu corpo reaja a uma boa passeata provavelmente tenho de ir até casa dos meus pais a pé - Azeitão), sobe e desce escadas (poupem-me), come pimenta, come ananás, salta à corda e faz o pino (ah não esta nunca ninguém me disse)...

 

A sério pessoas, são vcs que me stressam com tanta pergunta e tanta dica. Larguem-me a cueca sim?

tic tac - 38 semanas

Não, ainda estamos por aqui, segundo dia em casa totalmente dedicado a caminhadas para ver se aceleramos qualquer coisa aqui em baixo. Só na quinta feira é que saberei se aqui o Dom Pablo já se está a preparar para nascer ou faz tensões de ficar mais tempo no aconchego do casulo da sua mãe. 

 

Tendo em conta que continuo com ZERO contrações (nem as de treinamento tive) cheira-me que vou penar mais 3 semanas. 

recta final: 37 semanas

esta é aquela fase em que todas as grávidas respondem ao "quanto tempo falta" da mesma forma: ah e tal já pode nascer. Eu vou respondendo para bem da minha sanidade mental "faltam 3 semanas, na pior das hipóteses 4". Esta é a última semana de trabalho, logo na próxima já posso descansar à vontade, ir à praia, dar grandes caminhadas e dormir aproveitando que o Pablo ainda não está cá fora para me alterar os sonos. Estou tranquila dentro dos possíveis e posso dizer que estava preparada para o pior. Talvez porque nunca tenha ouvido uma mulher grávida a dizer "o último mês passa a correr, nem damos por ele", é só "não aguento", "estou à beira de um ataque de nervos", "estou a rebentar", "só quero que ele nasça". 

 

Eu aguento, não estou à beira de um ataque de nervos, apesar da minha barriga parecer uma melancia daquelas que dá para alimentar uma família numerosa (5 filhos) durante uma semana, ora atentem.

 

 

 

 

Mas ainda me aventurei e esta semana vou ter mais uma sessão fotográfica de grávida a rebolar. Corajosa.

sabedoria popular

Segundo a sabedoria popular a minha barriga ainda está muito cá em cima e portanto o bebe Pablo não vai nascer tão cedo (óptimo, também não o queria antes das 38 semanas). Esta mesma sabedoria consegue olhar por cima da roupa e analisar a posição da criatura... fazendo aquilo que muitos dos médicos não são capazes de fazer, clap clap clap. Aposto que daqui a duas semanas a mesma sabedoria vai dizer "já não aguentas nem mais um dia, essa barriga está muito descaída" claP clap clap. 

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D