Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

20.Jul.17

Socorro, o meu filho é criado pela empregada!

Desde os 8 meses do H que a MJ está connosco. Foi ela que ensinou o meu filho a adormecer sozinho durante a sesta, depois de dias a fio empoleirada no berço a dar-lhe palmadinhas no rabo. Foi ela que o ensinou a dizer papá, mamã. Foi com ela que ele gatinhou a primeira vez, que deu os primeiros passos. Foi com ela que ele aprendeu muito do que sabe dizer hoje. Foi com ela que aprendeu a comer sozinho, de garfo e faca, a pedir xixi. É ela que lhe dá o banho todos os dias, é ela que brinca com ele, que cozinha para ele e para nós, é ela que diz quando eu abro a porta já perto das 20h, todos os dias, "vai dar um beijinho à mãe que chegou". 

 

Como todos nós tem defeitos, enormes, algumas falhas de bom senso, mas tudo o que ela fez por mim e pelo meu filho é impagável. A serenidade que sinto por saber que ela estará ao meu lado quando o bebé Matias nascer é insubstituível. Não tenho irmãs que me ajudem por ser filha única, não tenho uma sogra que me ajude por ser demasiado comodista, não tenho uma mãe que viva ao pé de mim ou que tenha disponibilidade também por ser demasiado comodista, não tenho cunhadas por perto. Tenho um marido que é um excelente pai, um "faz tudo" mesmo ao jeito dos homens do século XXI mas que viaja bastante (esta semana esteve fora, e só regressa na próxima quarta-feira), no fundo não temos ninguém a não ser Ela. Sei que lá está porque lhe pago, mas está, e até agora nunca me faltou.

 

 

3 comentários

Comentar post