Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Meus ricos filhos

O encantado mundo novo da maternidade dá-nos também um encantador corpo novo. E digo encantador porque todo ele fica mais redondo e anguloso. Não sou uma abençoada do metabolismo rápido e como tal continuam 4 kg (sim leram bem) por sair. Ao fim de 20 meses desde que deixei a condição de Estado Engraçado resolvi assumir que nunca mais voltarei aos meus 53kg. Sou uma mulher, crescida, saudável e com mais em que pensar do que viver em dieta profunda constantemente. Deus sabe o que tenho tentado, Deus sabe a forma como fecho a boca, a minha força de vontade e o meu empenho em tudo o que faço na vida. Não sei para onde foram esses 4kg porque nunca me senti tão magra mas vejo-os na balança, todos os dias em que me peso. E quanto mais vejo mais acredito que balanças não são para serem amigas. O peso pouco importa como medida para aferir a magreza ou uma evolução, e no final, interessa é fazermos escolhas saudáveis sem estar constantemente a pensar em dieta mas sim como estilo de vida.

Assim dou por terminada a minha luta em papar estes kilos e adopto-os em definitivo como sendo meus filhos também. Bem-vindos a casa pequeninos. 

Mensagens

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D