Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

em modo de desabafo

Quem por aqui vai passando conhece o tom irónico com que vou tentando escrever com mais ou menos regularidade mas muitas vezes tenho a sensação que dou pouco de mim.

Desde que fui mãe, e todas devemos passar mais ou menos por isso, passamos um pouco para segundo plano, o essencial é o bem estar do novo habitante da casa e tudo o resto se vai fazendo em jeito de sobrevivência. 

Mas a verdade é que continuamos a existir e a ser aquilo que sempre fomos, mulheres, com problemas existenciais, físicos e profissionais. 

Regressei ao trabalho em Janeiro, quando o bebas fez 6 meses apesar de desde os 3 meses dele já estar a assegurar grande parte do trabalho a partir de casa, pensei que a adaptação ia ser fácil e estava desejosa de sair da rotina de mamã fofinha 24 horas por dia. Adoro trabalhar, estar ocupada e focar-me naquilo que faço, mas neste momento odeio estar aqui, odeio levantar-me, odeio encarar estas pessoas e acima de tudo odeio aquilo em que se tornou o meu posto de trabalho.

Tenho dias em que me sinto miserável e só o salário "milionário" me vai mantendo a aturar este mundo engravatado onde as mulheres nunca chegarão a um lugar de topo (dito na minha cara). Tivesse eu coragem e mandava esta gente pastar. 

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D