Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

16.Out.14

Alerta

Não Sei se já tinha dito mas arranjei uma Filipina para empregada a tempo inteiro. O objectivo era ela tratar da casa e do bebe quando eu fosse trabalhar. Tudo corria bem, mas eu tinha a pulga atrás da orelha. Continuava a tomar banho a correr, a almoçar à pressa, a ir lá abaixo num instante. Em 3 semanas nunca o conseguiu adormecer. Na segunda-feira a seguir ao banho, fui à sala e ele estava no parque quase a dormir, muito agarrado à chucha, achei estranho porque durante o dia ele só adormece ao colo, e só fica no colo, ela saiu e eu aproximei-me, vi que tinha as bochechas melosas, aproximei-me e dei-lhe uma lambidela (o que uma mãe faz) e ele tinha as bochechas doces. Achei estranho ela dar aerom quando ele nem sequer tinha chorado, e bastante para tamanha pegajice. Confrontei-a e ela disse que não tinha dado, e riu-se ao jeito Filipino. Não gostei, porque tinha sentido o sabor da baba, doce e não azedo de bolsado por exemplo. Deixei passar, e resolvi testar, com o frasco, em determinada posição e fechado de determinada maneira. Confesso que na terça-feira esqueci-me de como tinha posto e ontem a minha mãe esteve cá em casa o dia todo. Hoje lembrei-me de fazer outra vez o teste, nem foi preciso ir tomar banho, bastou me ir beber café para ela ir despejar aerom no Pablo, e uma vez mais ele nem sequer estava a chorar. Uma pessoa que faz isto comigo em casa nem quero pensar como seria quando eu fosse trabalhar. Isto é um alerta para todas as mães que confiam em alguém. Agora a procura recomeça.

1 comentário

Comentar post