Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Agora somos dois

3c2508fc-1b07-49bc-9013-0f1974cd0da0.jpg

 

O meu corpo não dá ainda sinais, mas dentro de mim já bate um coraçãozinho, é tempo de reajustar algumas coisas e começar a ouvir-me.

Os últimos tempos foram marcados por uma alimentação restrita, com muito aporte de proteína animal, poucos hidratos simples ou complexos, quase nenhuma fruta, nenhum pão, queijo, manteiga e nenhum vegetal de cor diferente que verde. Marcados por uma monotonia alimentar que permite manter a dieta sem grandes desvios uma vez que através da pouca variação conseguimos reduzir o prazer que tiramos da comida. Mas tudo na vida são etapas e este coraçãozito que já aqui habita leva-me a considerar tudo.

É tempo de mudar e apostar numa dieta mais variada, com alimentos mais completos. Mais fruta, maior variedade de legumes, menos proteína animal. Mais gorduras, mais lacticínios e mais leguminosas. Tenho pavor de engordar, mas também sei que as alterações físicas são normais neste processo e tenho de lidar com elas. 

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D