Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

E por falar em vinho tinto

Meninas com SOP. dêm uma vista de olhos neste artigo - Resveratrol is an antioxidant present in many plants and a type of polyphenol called a phytoalexin. Phytoalexin is a substance produced as part of a plant's defense system against disease. Resveratrol is produced by plant tissues in response to an invading fungus, stress, injury, infection, or ultraviolet irradiation, and it has anti-inflammatory properties. Red wine, grapes, raspberries, peanuts, and many other plants contain high levels of resveratrol. Research has shown that resveratrol is linked to a reduced risk of coronary heart disease and cancer."Our study is the first clinical trial to find resveratrol significantly lowers PCOS patients' levels of testosterone as well as dehydroepiandrosterone sulfate (DHEAS), another hormone that the body can convert into testosterone," says the study's senior author Dr. Antoni J. Duleba, of the University of California-San Diego. "This nutritional supplement can help moderate the hormone imbalance that is one of the central features of PCOS."

 

Agora já não precisamos de desculpas para abrir uma garrafinha de Quinta do Vale Meão. 

Pedras e Pedrinhas

Nova consulta hoje desta vez para ver como está a situação da resistência à insulina e parte hormonal e imagine-se, está tudo pior. Já tenho um valor considerável de glicémia a seguir à toma da glicose pelo que já me posso considerar mesmo uma pré-diabética. Curioso pensar que quanto mais me envolvo nos problemas, quanto mais cuidado tenho mais tudo piora. Nem vou falar da parte hormonal que essa é como se não existisse, continuo amenorreica e provavelmente só menstruarei novamente com indução. Que também não posso fazer porque o meu endometrioma cresce conforme as estimulações. Portanto é esperar pela operação que será lá para Janeiro ou Fevereiro. No entretanto talvez me mate à fome ou mande tudo às urtigas e viro pequeno texugo, assim como assim não fará qualquer diferença.

 

Dizia-me hoje a médica que tenho de aprender que não controlo tudo... eu diria que não controlo é mesmo nada. Que tenho de aprender a descomplicar e a acreditar que o tiver de ser é, e que isso vale para o bem e para o mal. É tudo fácil, falar é fácil, palavras há sempre uma amiga para dizer. 

Tempos de Mudança

Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
I'm not sleepy and there ain't no place I'm going to
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I'll come following you
Though I know that evenings empire has returned into sand
Vanished from my hand
Left me blindly here to stand but still not sleeping
My weariness amazes me, I'm branded on my feet
I have no one to meet
And the ancient empty street's too dead for dreaming
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
I'm not sleepy and there ain't no place I'm going to
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I'll come following you
Take me on a trip upon your magic swirling ship
My senses have been stripped
My hands can't feel to grip
My toes too numb to step
Wait only for my boot heels to be wandering
I'm ready to go anywhere, I'm ready for to fade
Into my own parade
Cast your dancing spell my way, I promise to go under it
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
I'm not sleepy and there ain't no place I'm going to
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I'll come following you
Though you might hear laughing, spinning, swinging madly through the sun
It's not aimed at anyone
It's just escaping on the run
And but for the sky there are no fences facing
And if you hear vague traces of skipping reels of rhyme
To your tambourine in time
It's just a ragged clown behind
I wouldn't pay it any mind
It's just a shadow you're seeing that he's chasing
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
I'm not sleepy and there ain't no place I'm going to
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I'll come following you
Take me disappearing through the smoke rings of my mind
Down the foggy ruins of time
Far past the frozen leaves
The haunted frightened trees
Out to the windy bench
Far from the twisted reach of crazy sorrow
Yes, to dance beneath the diamond sky
With one hand waving free
Silhouetted by the sea
Circled by the circus sands
With all memory and fate
Driven deep beneath the waves
Let me forget about today until tomorrow
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
I'm not sleepy and there ain't no place I'm going to
Hey, Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I'll come following you
 
E as vezes que a ouvi.

Eat Green

Acredito que um dia vou conseguir reverter a Resistência à Insulina só com a alimentação (e gestão do stress). Queria muito deixar de tomar o Risidon até porque não teve o efeito desejado que se pretendia no imediato - regulação dos ciclos. Como a gravidez passou para segundo plano até retirar o meu querido novo quisto não há pressa quanto a este resultado. Aguardo o resultado das análises que me dirão como anda isto tudo aqui dentro em termos insulínicos. No entretanto vou tentando manter uma alimentação super restrita, onde abundam os verdes e a proteína magra, frutos secos e alguma (pouca) fruta. Se a opção for esta, de dieta para o resto da vida mas mais saudável e equilibrada, estou preparada. 

IMG_20161011_113600.jpg

IMG_20161011_113657.jpg

 

Vício de prazer retardado

Nunca fui maluqinha pelo ginásio, nunca treinei todos os dias, aliás lembro-me que antes de ser mãe e já a treinar com PT ia a custo, e só ia porque tinha o treino pago, era a única forma de lá meter os pés. Treinava às 20h15, chegava a casa perto das 21h30 e odiava. Depois de ser mãe comecei a ser mais regular, por força dos estragos que a gravidez provocou e dos 20 kg que ganhei. Quando saí da maternidade faltava-me perder 12 kg. Comecei a ser mais assídua, sempre com muita corrida na passadeira e muito exercício cardiovascular. Os quilos foram desaparecendo mas a tonificação nem vê-la. Até que conheci o PT que actualmente me treina. Comecei por odiar e ainda odeio os treinos com ele, porque são duros, porque saiu de lá com as pernas a tremer, porque durante o treino viro uma garrafa de litro e meio e ainda assim parece que atravessei o deserto, mas hoje tenho o bicho da musculação.

Dou por mim a treinar músculos muito específicos, e passadeira nem vê-la. Ele ensinou-me que não se constrói músculo a correr que nem uma louca e por algum motivo as maratonistas não são musculadas. E para mim tanto melhor, senão tiver de correr óptimo. Aprendi a gostar da linha que já se demarca no ombro, ou do rabo maior por causa do desenvolvimento do glúteo. Aprendi que um treino puxado de musculação também é um bom hiit e também trabalha a parte cardiovascular. É um vício esquisito, porque não nos dá prazer no momento mas a longo prazo os resultados são notáveis. 

This is the sound of silence

Não sei se existe, mas não faria todo o sentido um grupo de inferteis anónimos? Do género do "olá eu sou a Graça e tenho SOP, estou a tentar há 15 meses"? O blog é o único sítio onde falo abertamente do assunto para além das 4 paredes da minha casa. A infertilidade é uma doença que não deixa marcas físicas e portanto ninguém a vê como verdadeira doença. Quantas vezes já não ouvimos, "ah se deixares de pensar no assunto hás-de conseguir", estas pessoas acham que a amnésia é a cura. "ah quando fores relaxar e de férias vens de lá grávida", estas pessoas acham que a causa da infertilidade é o trabalho. "ah quando deixares de estar tão stressada consegues", estas pessoas acham que um pequeno comprimido chamado Xanax resolveria a situação. 

A verdade é que eu nunca me dou ao trabalho de explicar, sorrio e penso ok ok. E calo-me, não há nada a dizer, mas de certeza que há muito para ouvir daquelas que passaram por isto de alguma forma, pior ou melhor história mas que passaram. Se calhar da próxima vez que voltar à IVI (se é que um dia isso acontece) vou sugerir a criação de um grupo destes. Ou se calhar é disparate e nós mulheres preferiremos sempre o anonimato neste tema. Ou se calhar crio eu reuniões anónimas em minha casa com uma bela garrafa de vinho. 

Pedra no sapato

Ou como quem diz, endometrioma. Não me bastava o SOP a chatear e a resistência à insulina, tenho também este quisto que adora crescer e já ocupa um espaço significativo. Planos pelo cano na IVI e é necessário adiar o recurso à procriação medicamente assistida uma vez mais. Antes disso é ir à faca. Neste momento só me lembro da Kelly Clarkson e da sua música  What doesn't kill you makes you stronger.

Queria escrever mais

Gostaria de deixar mais palavras por aqui, mas tenho fases em que preciso do silêncio, em que a escrita não flui e não tenho verdadeiramente nada para contar. Não sendo um blog de encher pneus os posts vai escasseando. O desânimo tomou conta de mim novamente e estou em contagem decrescente para a minha consulta na IVI. Espero ter notícias em breve, boas ou más. Também tenho consulta para breve para analisar o problema da resistência à insulina e ver se houve alguma melhoria. Ando sempre nisto, a saltitar de médicos em médicos o que só me leva a ficar paranóica e a descobrir sintomas/dores/impressões em sítios improváveis ou prováveis já nem sei. 

 

Estou por aqui. 

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D