Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

08.Mai.14

mimos de grávida

Sou vaidosa, preocupada e desde o início que impus um objectivo a mim mesma: não engordar mais do que o necessário porque a recuperação é sempre difícil. Objectivos à parte e mesmo sem engordar muito o barrigão é enorme, sinto-me a explodir todos os dias e pesa bastante. Com o peso quase todo distribuído pelo abdómen, não há pernas e costas que nos valhem. E assim continuo com as minhas drenagens linfáticas. Duas vezes por semana lá vou eu ao fim do dia dar um miminho às pernas. É caro, mas até ver não estou a fazer grande retenção de líquidos e já estamos a caminho das 33 semanas. 

 

No sábado e porque me apetecia apanhar sol sem ter de ir para a confusão das praias da Costa da Caparica fui até ao Spa do Sheraton, e minhas senhoras, fiquei maravilhada. Fiz uma massagem especial para mulheres nesta condição: THE REAL NURTURING EXPERIENCE ("pode escolher uma selecção de três óleos, cada um deles especialmente desenvolvido para ser usado em segurança durante a gravidez. Para cuidar e tonificar a pele. Esta massagem ajuda a aliviar a tensão na parte superior das costas, com particular incidência nos ombros e pernas, que são massajados para aliviar a sensação de cansaço que está associada à gravidez. Este tratamento completo de corpo termina com uma massagem do couro cabeludo e do rosto com um óleo de tratamento escolhido especificamente para o seu tipo de pele"). Dei um mergulho na piscina exterior, comi um Wrapp com selecção de legumes do dia e senti-me como nova. 

 

Cada corpo é um corpo e sou apologista de cuidarmos bem dele até porque só temos este. Se me custa duas vezes por semana às sete e tal da tarde e depois de um dia de trabalho ir fazer massagens, custa; se me custa duas vezes por semana às sete e tal da tarde e depois de um dia de trabalho ir para o Holmes Place treinar, custa, mas acredito que vou ser recompensada por isso de alguma forma. 

02.Mai.14

dia de consulta

hoje foi dia de ir passear a barrigona à CUF logo bem cedinho porque o médico ia estar a operar a tarde toda (imenso!). Segundo ele sou uma mãe "tá-se bem" e como tal ele adopta essa postura comigo do não passa nada, está tudo bem, logo se vê como será. Às 36 semanas logo faleremos do parto, antes disso é prematuro. Entendo, ainda para mais se fui a primeira a dizer que gostaria de um parto vaginal, logo antes das 36 nem sequer há assunto. Ah e tal mas o bebe não está posicionado - não se preocupe, os bebes estão como melhor se sentem e até ao fim muita coisa pode acontecer. 

 

Gosto desta atitude descontraída mas confesso que não é para qualquer uma, uma mãe que queria saber de tudo, ter tudo planeado, perceber tudo o que vai acontecer nas mãos daquele médico morria de ansiedade. Eu, como tenho a postura do "deixa andar o que tiver de ser é" lido bem com isto tudo. De resto tudo ok, bebecas gigante mas já sabíamos, mãe sem contracções até ver, 1 kg em 5 semanas (clap clap clap) e tensão óptima.

 

Até tenho medo de pensar que tudo está a correr demasiado bem e falar muito sobre isso.

02.Mai.14

work in progress (v)

e já não falta nada. Pequenos pormenores que se vão afinando só, mas de maneira geral tudo pronto para receber o nosso Pablo.

 

Mais alguns detalhes para inspiração. Quem disse que os rapazes não podem ter coisas giras??

 

Carrinho em madeira comprado na feira do Princípe Real a uma senhora que faz estas coisas à mão com o marido e tem brinquedos deliciosos. 

 

 

Porta-chaves de alfazema também comprado numa outra senhora na feira do Princípe Real.

 

 

Os amiguinhos em Vinil! 

 

 

Armário Ikea com puxadores da Zara Home. 

 

 

 Sardinha Pau de Giz, Organizador Ikea, Berço Ikea, tapete Area, Colcha Zara Home.

Comoda Ikea forrada por mim a papel tecido, colchão muda-fraldas e coberta não sei de onde é porque foi o husbie que comprou numa loja qualquer do Centro Comercial do Campo Pequeno, Carrinho de apoio do Ikea que depois já tem utilidade na cozinha. Confesso que não gostei de nenhum móvel de muda fraldas e optei por esta solução. 

 

 Cadeirinha a imitar aquelas típicas alentejanas (encarnadas) da Vintage Bazaar. 

Pág. 2/2