Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

Estado de (des)Graça

todas sabemos que a gravidez é um estado de graça.

tentativas take 2

E foi em Setembro que resolvi explorar o maravilhoso mundo dos testes de ovulação. Para mim estava fora de questão medir a temperatura todos os dias, logo ao acordar pôr um termómetro no pipi sem fazer o que quer que seja antes. Informei-me sobre os ditos testes mas achei-os tão caros que pedi ao Husbie para mandar vir do Amazon. Muito mais em conta, e ele lá arranjou uns XPTOS da Clearblue. Ora estes XPTOs ao contrário dos que se vendem pelas nossas farmácias, detectam dois dias férteis, e os dois dias mais férteis, ou seja, quando detecta que estamos a entrar no período fértil, é suposto que dali a dois dias seja o pico, o dia ideal para engravidar. Fiquei logo de pé atrás porque detectar 4 dias, tem muito mais probabilidade de erro que detectar apenas um (os que se vendem nas nossas farmácias, quando detectam o pico da hormona libertada durante a ovulação não é necessário fazer mais nenhum a seguir a isso), mas resolvi experimentar. Assim que chegaram, e passado 10 dias do primeiro dia da menstruação daquele mês comecei a fazer xixi para as varetas até que me apareceu o sorriso a piscar (sinal que estava a aproximar-se a altura e sinal de que dali a dois dias deveria aparecer o sorriso fixo, sem ser a piscar), o sorriso a piscar manteve-se durante 6 dias e nunca apareceu o fixo.

 

Nesse mês fiquei sem perceber se tinha ovulado, se os testes funcionavam, e diga-se, foi mais um mês perdido e lá me apareceu o tão desejado periodo no dia 13 de Setembro (sexta-feira 13 uhhhhh). No dia 6 de Outubro, voltei aos testes de ovulação XPTOs que o Husbie arranjou. E tive a cara sorridente a piscar no dia 6, no dia 7, no dia 8, no dia 9 (aqui já me estava a irritar), no dia 10 e no dia 11. Nada de sorriso fixo! Dia 11 o Husbie aterrou em Lisboa cheio de saudades e com uma mala carregada de esperanças. Chegou a casa à hora de jantar e a primeira coisa que ouviu foi "estou a ovular há uma eternidade. Oh meu amor, faz lá xixi para a vareta só para ver o que te dá". E pimba, sorriso a piscar, o marido estava a ovular.  

 

Tentei não ficar muito triste porque também queria aproveitar a semana dele cá, pedi-lhe apenas que no dia a seguir mal acordasse fosse à farmácia comprar os da clearblue normais, sem serem XPTOs para testarmos. E no dia a seguir lá foi ele à farmácia, e pelo meio ainda comentou com a farmacêutica muito orgulhosamente que também ele estava a ovular. Aguardei em casa e quando ele chegou lá testei, o mesmo sorriso irónico, fixo (os de Portugal não piscam). Nesse dia ou no a seguir engravidei. Não posso dizer que os testes ajudaram, mas tive uma tremenda pontaria nesse mês, e naquele dia 12 sentia-me fértil! Ou apaixonada, não sei, acho que vai dar ao mesmo. Nos dias em que estou perdidamente apaixonada viro loba, o tal sintoma da fertilidade. 

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D